sexta-feira, 24 de junho de 2016

CASAL PRESO EM FLAGRANTE ACUSADO DE TRÁFICO DE DROGAS

Os acusados Thiago e Cristiane já haviam sido presos pelo mesmo 
crime em fevereiro deste ano
O casal Cristiane Dias Gonçalves (31) e Thiago Vieira Silveira (34) voltou para a Penitenciária Modulada de Uruguaiana, após ser pego em flagrante quando manipulava pedras de crack e cocaína, em uma residência, localizada a três quadras da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec), no loteamento Dona Laura, Áreas Verdes. A dupla estava presa pelo crime de tráfico de drogas e foi posta em liberdade pela Justiça, através de um Habeas Corpus, em fevereiro deste ano.

Drogas estavam sendo fracionadas quando a Defrec chegou ao local
As prisões de Thiago e Cristiane ocorreram na noite de quarta-feira (22) e foram efetuadas pela equipe da Defrec-Polícia Civil, em mais uma ação de repressão em tráfico de drogas em Uruguaiana. Os acusados foram presos novamente em cumprimento ao mandado de busca e apreensão expedido pela Vara de Execuções Criminais. Conforme o delegado Adriano Linhares, titular da Defrec, Thiago, também conhecido como “Thiaguinho”, e a mulher dele Cristiane possuíam uma “boca de crack”, nas Áreas Verdes, que abastecia os consumidores do bairro. Depois de conseguir liberdade, eles voltaram a traficar. Diante disso, os dois passaram a ser investigados pelos agentes. Com o casal, os policiais teriam apreendido porções de crack, cocaína e uma quantia em dinheiro oriundo do tráfico. Linhares revelou que os acusados estavam fracionando drogas, em volume de 12 gramas, para serem vendidas. O delegado ressaltou a ousadia da dupla de manter um ponto de tráfico há poucas quadras da Defrec. Os policiais da Defrec também apreenderam na casa dos acusados um carro GM/Vectra e uma moto Honda Tornado 250 cilindradas. Thiago e Cristiane foram encaminhados para a Penitenciária Modulada de Uruguaiana. A ação reflete mais uma ofensiva da Defrec contra o tráfico de drogas na cidade. Denúncias podem ser feitas através dos telefones 3413-5049 ou 3413-1951.


TRAFICANTES ESTÃO NA MIRA DA BRIGADA MILITAR

Menor possuía oito “buchas” de maconha e acabou recolhido à Fase
A Brigada Militar não está dando tréguas para o tráfico de drogas em Uruguaiana. Com isso, traficantes foram presos ou apreendidos nas últimas horas em vários pontos da cidade. Na tarde de quarta-feira, por volta das 18h, uma guarnição do POE, Pelotão de Operações Especiais, foi acionada para verificar uma suspeita de tráfico de drogas no bairro Áreas Verdes. Quando se aproximou de um endereço, os policiais militares avistaram um jovem, que ao perceber a presença da viatura da Brigada Militar, teria jogado em uma vala um estojo, cor de rosa, contendo oito trouxinhas de maconha. Ele foi apreendido e identificado pelas iniciais C.D.S.R. (16). O acusado foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), onde foi lavrado o flagrante e, posteriormente, acabou levado ao sistema socioeducativo (Fase). Para o comando: “não importa quando o traficante de drogas será solto, pois a Brigada Militar jamais vai desistir ou cansar de fazer o seu papel de tirar drogas de circulação, prender criminosos e garantir a paz para a sociedade. A Brigada Militar não para”.

QUINA DE SÃO JOÃO QUE PAGA HOJE R$ 140 MILHÕES NÃO PROVOCA FILAS EM URUGUAIANA

A Caixa Econômica Federal sorteia na noite de sexta-feira (24) o concurso especial da Quina de São João que pode pagar um prêmio de R$ 140 milhões para quem acertar as cinco dezenas do concurso 4.114. O sorteio ocorre às 20h, em Campina Grande, na Paraíba (PB). 

Em Uruguaiana, o movimento de apostadores nas lotéricas foi muito tímido nos últimos dias, mas os proprietários apostam em um grande movimento nesta sexta-feira, data do sorteio. De acordo com um levantamento da Caixa, se um apostador acertar sozinho o prêmio poderá aplicá-lo integralmente na poupança e receberá R$ 915 mil por mês de rendimentos. Caso prefira, poderá montar uma frota de 215 carros esportivos de luxo ou adquirir 70 imóveis de R$ 2 milhões cada. As apostas podem ser feitas até às 19h de hoje, junto às casas lotéricas de Uruguaiana. Este é um dos maiores prêmios já pagos este ano por uma loteria da Caixa Federal. A aposta simples da Quina, com cinco números, custa R$ 1,50.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

EM ANO ELEITORAL, AUMENTA O NÚMERO DE DENÚNCIAS AO TCE-RS

“É imprescindível que os agentes públicos tenham presente a sua elevada responsabilidade em relação ao patrimônio e ao orçamento”, afirma o conselheiro ouvidor do TCE-RS, Cezar Miola

A Ouvidoria do Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul (TCE-RS) registrou aumento de 11% nas denúncias encaminhadas à Ouvidoria nos cinco primeiros meses de 2016. Foram recebidas 3.604 demandas pela Corte. No mesmo período do ano passado, chegaram 3.234 ocorrências. A maioria dos registros é relativa a possíveis irregularidades nas áreas de pessoal, de concursos públicos e de licitações. Às vésperas de mais um encerramento de mandato de prefeitos e vereadores, o conselheiro ouvidor do TCE-RS, Cezar Miola, explica que o aumento dos casos ocorre em razão do ano eleitoral e da maior participação do cidadão.

Quais os motivos que levam ao aumento no número de denúncias ao TCE-RS em ano eleitoral?
Cezar Miola – O acréscimo no número de demandas recebidas é considerado comum em anos eleitorais. As disputas políticas e o descontentamento dos cidadãos são fatores que costumam mobilizar as pessoas. A consciência cidadã e a possibilidade de acesso às informações públicas também são questões que fundamentam esse aumento.

Quais são as irregularidades que mais motivam as denúncias à Ouvidoria?
Cezar Miola – Temos três temas que concentram a maior parte das denúncias. Na área de pessoal, podemos citar desvios de função e problemas em contratações temporárias. O descumprimento de regras na execução dos concursos públicos é outro tema bastante relevante. Não é incomum encontrarmos editais que restringem a participação de candidatos ou que tenham incompatibilidade do conteúdo em relação às exigências para o cargo. Já na área de licitações, há restrição à participação de empresas, superfaturamentos e também direcionamentos a determinados fornecedores.

Estamos nos aproximando das eleições municipais. Quais são as principais providências a serem tomadas pelos gestores públicos?
Cezar Miola – Uma das principais iniciativas é garantir o planejamento da transição da administração, além do adequado funcionamento do controle interno. Observar as prescrições legais, sobretudo os limites e condições previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), auxilia os administradores a encerrarem seus mandatos com a gestão regular. Assumir despesas que não tenham suficiência de recursos em caixa para sua cobertura é uma das ações proibidas pela LRF, por exemplo. É necessário também compreender que o exercício da transparência é um instrumento essencial para garantir um diálogo aberto com a população, ajudando a legitimar as instituições e a resguardar os processos de tomada de decisões. Em ano eleitoral não se deixa de governar; as demandas da população permanecem e são urgentes. Mas é imprescindível que os agentes públicos tenham presente a sua elevada responsabilidade em relação ao patrimônio e ao orçamento.

*Confira entrevista completa na edição impressa.

FESTA JUNINA MARCA RECOMEÇO DOS DEFICIENTES NA SALA QUE SERIA RETOMADA PELA PREFEITURA


A tarde de ontem foi festiva para 30 integrantes da Associação Amigos dos Deficientes Físicos de Uruguaiana (AADUR). O grupo que representa cerca de um terço do total de filiados à entidade teve uma razão especial para festejar durante a festa junina, regada à refrigerante e com variada culinária típica da época. Com bandeirinhas de São João e apresentações artísticas, a categoria comemorou o recomeço das atividades na sala de onde deveriam sair por ordem da Prefeitura Municipal sob a alegação de que o espaço seria utilizado para abrigar mães e crianças que buscam atendimento na Policlínica Municipal e nas primeiras horas da manhã, antes de abrir, ficam expostas à intempérie.

*Matéria completa na edição impressa.

BAIXAS TEMPERATURAS PODEM ESGOTAR ESTOQUE DE AQUECEDORES NO COMÉRCIO LOCAL

Aquecedores elétricos amenizam o frio, deixando o ambiente mais aconchegante, no entanto, é preciso adotar algumas medidas de segurança para evitar acidentes 

As baixas temperaturas registradas nos últimos meses obrigaram muitos uruguaianenses a buscar alternativas para amenizar o frio. Roupas mais pesadas e bebidas quentes não conseguiram dar conta e, diante disso, foi preciso optar pela compra de aquecedores para deixar as residências e locais de trabalho ainda mais aconchegantes. A venda deste produto surpreendeu os comerciantes e, em algumas lojas, o produto está esgotado. Também há a procura por ares-condicionados, cobertores, lareiras portáteis e fogões a lenha. No comércio, os produtos estão expostos já na entrada das lojas e ganham destaque nas vitrines. Conforme o gerente de uma loja da cidade, Caio Lisboa, as vendas dessas mercadorias aumentaram em 20% desde maio e a expectativa é que se mantenha assim até o fim do inverno. “Hoje, estou em falta com toda a linha de aquecedores, de tanto que estão procurando. A previsão é que o estoque seja reposto só daqui a 15 dias”, disse.

Aquecedor requer atenção no manuseio  - Entre os itens mais requisitados pelos consumidores nessa época, as estufas são grandes aliadas para deixar o ambiente aquecido. Contudo, vários cuidados devem ser tomados ao manusear o aparelho para não causar acidentes. Nesta terça-feira (21), em Passo Fundo, uma família foi encontrada desmaiada após usar a estufa e o ar-condicionado com as janelas fechadas. Outro caso que aconteceu em Uruguaiana e ganhou repercussão nacional, foi a tragédia na creche Casinha da Emília, no ano 2000, onde 12 crianças morreram carbonizadas e asfixiadas em um incêndio provocado por um aquecedor elétrico, que teria caído sobre alguns cobertores de lã. O responsável interino pelo comando do Corpo de Bombeiros, Sargento Gleicimar Soares Oliveira, explica porque o produto pode se tornar perigoso se não for utilizado da maneira correta: “esses aparelhos consomem o oxigênio do ambiente. Mesmo ele ligado, tem que abrir uma fresta da porta ou da janela pra entrar ar. Também não se deve deixar ligado durante a noite, porque por um descuido pode cair uma coberta em cima e ocasionar um incêndio”, alertou.

LADRÕES LEVAM LOTE DE OITO VACAS DE ESTABELECIMENTO RURAL

Braford tem características marcantes como a precocidade, rusticidade e longevidade. Ilustração/DF
Assim como na cidade, os ladrões também não dão trégua no interior do município, causando sérios prejuízos aos criadores. Este é o caso do arrendatário da Estância Palmira, localizada no Caiboaté, que teve oito vacas da raça Braford furtadas nos últimos dias. A vítima contou aos policiais da Patrulha Rural, da Brigada Militar, que, no dia 15 deste mês, fora informado por um funcionário do estabelecimento rural que oito vacas da raça Braford haviam sumido do campo da propriedade. Mesmo assim, ele resolveu esperar na esperança de que os animais retornassem e se juntassem ao rebanho, o que acabou não acontecendo. O proprietário da Palmira não tem pista de quem cometeu o furto e nem informou o valor do prejuízo que teve. A raça Braford existe em todos os países de pecuária extensiva relevante e suas características marcantes são: precocidade, rusticidade e longevidade.

SERVIDORES DO JUDICIÁRIO FAZEM CONTAGEM REGRESSIVA PARA VOTAÇÃO DO VETO DE REPOSIÇÃO DA CATEGORIA

Os servidores da Justiça que trabalham no Fórum de Uruguaiana acompanham atentamente os trabalhos das comissões da Assembleia Legislativa do Estado, que podem derrubar o veto do governador José Ivo Sartori que se mostrou contrário ao pedido de reposição da inflação de 2014 em 8,13% para a categoria. A votação do parecer do relator está marcada para o dia 12 de julho.

No entender dos servidores todos têm direito a reposição da inflação. A afirmação é do escrivão judicial Paulo Olair Dapper, que trabalha no Fórum de Uruguaiana. Ele faz questão de frisar que a recomposição da inflação não se trata de uma reposição salarial, e que o veto do governador significa o desmonte dos serviços públicos no Estado. “Não se trata de um reajuste, o que implicaria ganho real acima da inflação”, destaca. Segundo ele, trata-se de uma recomposição inflacionária parcial de 8,13%, lembrando que o Judiciário tem autonomia para conceder o reajuste, pois tem orçamento próprio para pagar. Para ele, o objetivo do governo é jogar com a opinião pública, mentindo e, ao mesmo tempo, impor a penúria aos demais poderes do Estado e desmontar definitivamente os serviços públicos. Dapper enfatiza que não foram os servidores públicos que faliu o Estado e sim os políticos. A servidora da justiça Fátima Mota informa que a luta pela reposição continua, mesmo com os servidores trabalhando normalmente. O prazo final para a votação de vetos é o dia 12 de julho que terá acompanhamento das lideranças do Sindicato dos Servidores da Justiça do Rio Grande do Sul (Sindjus).

21º NÚCLEO DO CPERS DECIDE PELA INTERRUPÇÃO DA GREVE

Posicionamento será encaminhado para o conselho geral, bem como os pareceres de todos os núcleos do Estado

Membros do 21º Núcleo do Sindicato dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Cpers) decidiram, em assembleia regional, retornar as atividades, mas manter o estado de greve. A reunião foi realizada nesta terça-feira (21), onde a categoria analisou a proposta entregue pelo governo do Estado na sexta-feira passada, que visa à normalização das aulas. Os professores estão paralisados desde o dia 16 de maio. O posicionamento de todos os 42 núcleos do Estado foram enviados ao conselho geral de greve ontem. A categoria deve se reunir novamente em uma assembleia geral amanhã (24), no Ginásio Gigantinho, em Porto Alegre, onde será votado o fim ou a continuação da greve. A decisão da assembleia regional significa que o núcleo se posicionou pelo fim da greve, contudo, caso a categoria se sentir prejudicada, as paralisações podem voltar a acontecer. Além disso, os 50 professores presentes sugeriram que sejam feitas visitas aos deputados para que eles consigam apoio. Segundo a diretora-geral do 21º Cpers, Zila Fidell, o grupo tomou essa posição devido ao enfraquecimento da mobilização ao longo dos dias. “No início, 140 educadores chegaram a paralisar. Hoje, apenas 54 estão em greve aqui em Uruguaiana”, ressalta.

*Matéria completa na edição impressa do Diário da Fronteira.

ENTREGADOR DE ÁGUA SE ENVOLVE EM ACIDENTE


Um acidente de trânsito envolvendo uma moto e um carro na Rua Duque de Caxias, próximo ao cruzamento com a Rua 14 de Julio, bairro São Miguel, deixou o motoqueiro ferido com vários hematomas pelo corpo. A condutora de um carro GM/Cobalt, placas ISS-9822, que não teve o nome divulgado contou aos policiais militares que atenderam a ocorrência, que estava estacionada na Rua Duque de Caxias e quando acionou o veículo para se dirigir ao centro da cidade sentiu a pancada de uma moto no pneu dianteiro direito. O choque provocou a queda do condutor da moto Honda, preta, placa IPF-4471, Ulisses Maidana Lacerda (30) que transportava bombonas de água mineral que estouraram no asfalto. Ulisses ficou caído até a chegada de uma ambulância do Samu ao local que o removeu para exames para o Pronto Socorro da Santa Casa de Caridade. A condutora do Cobalt que teve o pneu dianteiro estourado e um retrovisor arrancado, não sofreu ferimentos. Os agentes municipais de trânsito controlaram o tráfego de veículos na área.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

MEGAPARK DEIXA DE OPERAR EM URUGUAIANA

Parquímetros foram desligados nesta terça-feira
Empresa obteve liminar na Justiça e deixou de operar o estacionamento rotativo no município

O motorista que utilizou o estacionamento rotativo do centro de Uruguaiana, nessa terça-feira, ficou isento do pagamento de taxa. A maioria foi pega de surpresa com a nota da empresa Megapark afixada nos parquímetros comunicando a decisão judicial da 3ª Vara Cível que concedeu liminar autorizando o afastamento da prestação de serviço, por entender que o município descumpriu suas obrigações legais e contratuais, entre elas, a que provocou a redução da área de estacionamento de oblíquo para paralelo, o que reduziu em 38,18% a oferta de vagas, e ainda a retirada dos agentes de trânsito destes locais e que deixaram de assinar os autos de infração, a fim de validar as multas registradas que acabaram gerando prejuízos à empresa.

Com base na liminar concedida pela Justiça, a empresa Megapark requereu a concessão de tutela provisória de evidência ou de urgência para que fosse autorizada a cessação da prestação dos serviços públicos de implantação e de gestão do estacionamento rotativo do centro de Uruguaiana. Conforme a decisão, a partir de provas documentais suficientes dos fatos, a Prefeitura de Uruguaiana editou o Decreto nº 059/2016, por meio do qual extinguiu vagas do estacionamento rotativo, alterando a delimitação da denominada “Área Azul”, sem que a empresa tenha sido consultada previamente para tal mudança, pois ela possui toda a evidência de direto interesse acerca das medidas adotadas pelo município. Se não bastasse isso, a Prefeitura de Uruguaiana encaminhou ofício à empresa solicitando que efetuasse um termo aditivo ao contrato firmado visando à compensação de vagas e o aumento da área de estacionamento. A Megapark, por sua vez, apresentou à Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito e ao prefeito o estudo de impacto da alteração do estacionamento rotativo, determinado pelo decreto, que até a presente data não apresentou alguma providência, tampouco qualquer documento a fim de demonstrar respostas à empresa.

*Leia matéria completa na edição impressa desta quarta-feira.

URUGUAIANA RECEBE VISITA DO COMANDO DA OPERAÇÃO ÁGATA

Comandantes Edson Leal Pujol, Victor Cardoso Gomes, José Carlos Cardoso e Wilson Mendes Lauria,
observaram o desenvolvimento da operação
Representantes da alta cúpula do Exército Nacional estiveram em Uruguaiana nesta terça-feira (21) para uma visita de inspeção da Operação Ágata, que está sendo realizada em regiões fronteiriças do país desde o dia 13 de junho. A ação busca combater o narcotráfico, contrabando, descaminho, tráfico de armas e outros crimes transfronteiriços.
Estiveram na cidade o Comandante Militar do Sul, General Edson Leal Pujol, o Comandante da 3ª Divisão de Exército, General José Carlos Cardoso, e o Comandante do 5º Distrito Naval, Almirante Victor Cardoso Gomes. O grupo acompanhou as fiscalizações no Rio Uruguai e depois se dirigiu até a aduana, onde estava sendo realizada uma barreira com o apoio da Receita Federal, que operou um scanner para vistoriar caminhões, e da Polícia Rodoviária Federal.
Conforme o chefe da 13ª Delegacia da PRF, Eduardo Amaral Bertão, o auxílio se dá através da aplicação de multas e medidas administrativas quando são identificadas irregularidades em veículos. “Já recolhemos carros por licenciamento, condutores sem habilitação, veículos com débitos de multas, veículos estrangeiros. Nós trabalhamos em vários pontos, seguindo o planejamento do Exército”, explica.
Além disso, as Forças Armadas também recebem o apoio da Brigada Militar, Polícia Civil, Ibama e Vigilância Sanitária. O comando está acompanhando o andamento da operação desde a semana passada em cidades do Paraná e Santa Catarina e as visitas continuarão até o fim da operação. No Rio Grande do Sul, o trajeto iniciou em Uruguaiana. “O principal objetivo é acompanhar de perto as operações e verificar a parte da integração das diversas agências que estão trabalhando juntas”, destacou o General Pujol. Após a visita, a comitiva partiu para a cidade de Bagé.

*Leia matéria completa na edição impressa.

SIMUR ALERTA QUE DÍVIDA DE PRECATÓRIOS IRÁ PARALISAR A ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL

Cerca de 150 servidores participaram no início da noite de segunda-feira (20), da audiência pública realizada na Câmara Municipal de Vereadores que teve como objetivo, mais uma vez, debater o Projeto de Lei nº 36/2016, de origem Executiva, que prevê redução do teto máximo das Reposições de Pequenos Valores (RPVS) de 30 para dez salários mínimos, o equivalente hoje a cerca de R$ 26.640,00. Pelo argumento do Poder Executivo, a redução do teto seria decisiva para a viabilização financeira do município, que está “quebrado” em suas contas. Convocada pela Comissão de Justiça e Redação, a pedido do Sindicato dos Municipários de Uruguaiana (Simur), a audiência, segundo a direção da entidade, serviu para ratificar a posição da categoria e também para a categoria tivesse indicações sobre os posicionamentos dos vereadores. Durante a audiência, o advogado do Simur Raul Thevenet Paiva fez fuma explanação técnica sobre os valores das RPVS e da situação que, segundo a direção do Simur, comprova o desinteresse do Governo Municipal em pagar as dívidas. A entidade colocou aos servidores e aos vereadores as reais consequências que virá a sofrer o município caso o teto de pagamento seja reduzido de 30 para dez RPVS. Hoje, conforme dados do Simur, a dívida da Prefeitura Municipal, em precatórios (valores acima de 30 salários mínimos), chega a cerca de R$ 190 milhões. *Matéria completa na edição impressa.

LIXO ELETROELETRÔNICO SERÁ DESCARTADO PARA FORA DE URUGUAIANA EM JULHO

Gradualmente, as soluções para os problemas crônicos que atingem o meio ambiente em Uruguaiana vão, mesmo que tardiamente, recebendo o tratamento tão esperado. O secretário municipal de Meio Ambiente Vitor Gediel Machado garantiu que os resíduos eletroeletrônicos produzidos em Uruguaiana começarão a ter destinação final. A medida está prevista no Código e na Lei Ambiental do Município. De acordo com Machado, no dia 8 de julho, a empresa Natusomos Lixos Eletrônicos, da cidade de Horizontina, no Rio Grande do Sul, enviará caminhão a Uruguaiana para o recolhimento e transporte dos resíduos até o seu Centro de Triagem. Desde a primeira hora da manhã desse dia, o caminhão estará estacionado junto ao prédio do antigo Instituto Rio-grandense do Arroz (Irga), pelo lado da Rua Venâncio Aires. *Matéria completa na edição impressa.

terça-feira, 21 de junho de 2016

ESCOLA HERMETO BERMÚDEZ VOLTA A SER ALVO DE LADRÕES

Último furto deixou escola praticamente sem tela de proteção
“Estou cansada, apavorada e impotente”. Estas foram às primeiras palavras proferidas pela diretora da Escola Estadual de Ensino Fundamental Hermeto José Pinto Bermúdez, localizada no bairro Santana, em Uruguaiana, onde estudam 870 alunos, ao comentar o quarto furto de telas de arame que cercam quarteirão do complexo. Nora Fidélis disse que está pedindo socorro para os órgãos de segurança e também a 10ª Coordenadoria Regional de Educação devido aos frequentes ataques que a escola vem recebendo nos últimos meses. 

“Os ataques à escola Hermeto Bermúdez aconteceram na madrugada de domingo para segunda-feira”, revela a diretora enfatizando que o prejuízo financeiro não tem tanta importância quanto ao moral, que atinge diretamente a comunidade escolar. A diretora relata ainda que somente, nos últimos dias, foram cortados e levados pelos ladrões cerca de 70 metros da tela que protegia a escola. No furto deste final de semana, foram cortados e levados entre seis e oito metros da proteção da lateral da Rua Ramão Prunes de Oliveira. Nora Fidélis frisa que, com isso, somente a frente da instituição de ensino ficou protegida, enquanto o terreno dos fundos se transformou em um potreiro dos criadores de cavalos do bairro. “As crianças e os professores são obrigados a conviver com o cheiro de fezes e de urina destes animais que ocupam uma área do patrimônio público”, diz a diretora com certa indignação. Nora ainda comenta que a solução em curto prazo é a utilização de pedaços de telas usadas para amenizar a situação, pois não há recursos financeiros para fechar todo o quarteirão.

ANIMAL SOLTO NA PISTA CAUSA ACIDENTE NA BR 472

Mais um animal solto acabou contribuindo para um acidente em Uruguaiana. Na manhã de ontem (20), uma caminhonete Montana, preta, de placa IVD 7213, capotou na BR 472, após desviar de outro carro que parou ao se deparar com um cavalo que estava na pista. O fato aconteceu por volta das 9h, a 7 quilômetros do centro da cidade. Valdir Vendruscolo, de 73 anos, trafegava em direção a Itaqui e foi surpreendido com a manobra do veículo da frente. Ao tentar desviar, o carro acabou capotando e caiu em um valo na beira da estrada. “Quando percebi que ele tinha parado já estava muito em cima. Desviei, mas peguei essas pedras soltas no acostamento e o carro não parou”, contou o motorista, que saiu ileso. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) atendeu a ocorrência e fez o recolhimento do animal para a Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito (Setran). “Cavalos soltos são o que mais tem aqui. Os danos materiais a gente recupera”, lamentou Valdir.

LADRÕES ARROMBAM E FURTAM IGREJA NO BAIRRO CIDADE NOVA

Igreja teve prejuízo de mais de R$ 15 mil com o furto
Os ladrões que agem em vários bairros de Uruguaiana ignoraram o 8º Mandamento de Jesus “Não Furtarás” e causaram um prejuízo de cerca de R$ 15 mil para a Igreja Adventista do Sétimo Dia, localizada no bairro Cidade Nova. Eles quebraram cadeados para entrar no templo de onde levaram um projetor de imagem, avaliado em R$ 7 mil, um notebook, microfones, lâmpadas e 60 cadeiras de plástico.

O furto foi descoberto meia hora antes do culto de domingo (19) quando os fiéis chegaram para orar e cantar louvores. Embora a igreja seja cercada de muros e grade de proteção frontal, uma fiel revelou que os ladrões entraram pela porta dos fundos para ter acesso ao interior da igreja onde rasgaram documentos, reviraram o que podiam, fumaram e pelos vestígios ainda jogaram truco no local. O pior, segundo ela, danificaram um exemplar da Bíblia Sagrada. A frequentadora da Igreja Adventista, que prefere não ser identificada, disse ainda que todas as cadeiras possuem uma placa de identificação e que será fácil de identificá-las. Os vizinhos informaram que pensaram que a igreja havia emprestado o material para uns homens que transportaram os objetos caminhando pelas ruas do bairro Cidade Nova. O furto foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento.

GRÁVIDA É ASSALTADA E AGREDIDA COM CHAVE DE FENDA

O acusado  foi localizado e preso por
uma guarnição da Romu, minutos após o assalto
Após sair de um evento esportivo realizado, no sábado à noite, no ginásio municipal, uma guarnição da Romu (Ronda Ostensiva Municipal Urbana), foi abordada por uma mulher de 35 anos que estava muita nervosa. Ela contou aos agentes que havia sido assaltada, na Rua Bento Martins, e que mesmo estando grávida, acabou sendo agredida pelo ladrão com pontadas de chave de fenda na barriga.

A vítima disse ainda que o homem a jogou ao chão para roubar um casaco e um par de tênis que ela vestia. Depois disso, o criminoso fugiu pelos trilhos em direção a Avenida Presidente Vargas. A guarnição da Romu fez diversas buscas pela área apontada pela vítima e localizou C.S.D., conhecido pelo apelido de “Demônio”, que se encontrava sentado ao lado de um carro. O acusado foi reconhecido pela mulher. Os pertences dela estavam escondidos embaixo de um veículo que estava estacionado nas proximidades. A vítima e o ladrão foram encaminhados ao Pronto Socorro da Santa Casa para exames de lesões corporais e, posteriormente, levados ao plantão da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento, onde foi lavrado o flagrante de “Demônio”. Depois de passar por exames médicos, ficou constatado que as pontadas de chave de fenda não afetaram o bebê.

HOMENS PRESOS PELA BRIGADA SÃO SUSPEITOS DE INTEGRAREM O BONDE DA TARRAGÓ

A guarnição da Brigada Militar foi acionada pela sala de operações que observou a circulação de um veículo que rodava com cinco homens suspeitos pela Rua Doutor Maia, centro de Uruguaiana. O carro foi abordado pelos brigadianos que viram e flagraram o acusado identificado como Luís Fernando passando uma arma para o menor W.S. S, que estava de posse de um revólver na cintura. Durante a revista do carro foi encontrada também uma faca de propriedade do motorista identificado pelas iniciais D.P. G que afirmou aos policiais que a arma era de confiança e furava bem. No interior do carro também estavam D.G.S. A e L.M.D.O. Conforme o boletim de ocorrência todos os ocupantes do carro possuem passagem pela polícia por algum crime grave. A Polícia suspeita que a arma estivesse pronta para ser utilizada pelo grupo. Os acusados foram presos em flagrantes e encaminhados a Penitenciária Modulada. O delegado Enio Tassi, responsável pelo flagrante do grupo, não descarta a possibilidade dos cincos homens fazerem parte do Bonde da Tarragó.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

FOGO CONSOME CASA DE MADEIRA NO PRADO DAS BICICLETAS

Causas do incêndio ainda são desconhecidas

O incêndio que queimou por completo a casa de madeira da família do pedreiro Auri Antunes dos Santos, começou por volta das 3h15 da madrugada de sábado (18). Antanara dos Santos, mulher de Auri, contou que levantou nesse horário para ir ao banheiro e se deparou com um clarão do fogo que estava queimando a moradia, onde residia o casal e dois filhos menores. O Corpo de Bombeiros foi chamado, mas ficou impedido de ter acesso ao local porque a entrada do beco do Prado das Bicicletas, bairro São João, é muito estreito.

Enquanto o fogo se propagava populares usando baldes com água tentava contê-lo sem sucesso. Soldados do Corpo de Bombeiros tiveram que estender as mangueiras de um caminhão por cima das casas mais próximas até o local do incêndio.  A família ainda não sabe o que pode ter provocado o incêndio que iniciou contra o muro da Escola Ernesto Dornelles. “Não usamos velas ou aquecedores e é muito estranho a casa pegar fogo pelos fundos”, argumentou a dona de casa Antanara Santos, acrescentando que a moradia de madeira ficava por dentro das paredes de uma residência de alvenaria que estava sendo construída pelo marido. Conforme a guarnição dos Bombeiros que trabalhou no local houve queima total da moradia que está situada em local de difícil acesso para casos de urgência e emergência, onde também as casas ficam muito próximas umas das outras. Apesar dos contratempos o incêndio não provocou queimaduras nos integrantes da família.

CRISE NA SANTA CASA COMEÇA A SER AMENIZADA, AFIRMA SINDISAÚDE

Não é a solução final, mas as últimas remessas de repasses financeiros feitas pelos governos Federal e Estadual referentes aos serviços prestados ao Sistema Único de Saúde (SUS), já fazem os hospitais filantrópicos gaúchos a respirar aliviados. “Não solucionam a crise, mas ameniza bastante, fazendo com que nos aproximemos da atualização dos pagamentos”, afirma o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (Sindisaúde) Renato Corrêa. Sexta-feira (17) chegara a notícia tão esperada pelo sindicato, pela direção e pelos cerca de 650 trabalhadores da Santa Casa de Caridade.
Milhões à “conta gotas” - O Governo do Estado anunciou a liberação de R$ 100 milhões para quitar parte das dívidas com os hospitais de caridade do Rio Grande do Sul. Na primeira remessa, de R$ 75 milhões, R$ 60 milhões foram da quota da União e R$ 15 milhões do governo gaúcho. Desse valor, coube à Santa Casa de Uruguaiana R$ 1,6 milhões, montante que foi imediatamente aplicado no pagamento da folha dos trabalhadores. Conforme informações repassadas pela direção do hospital ao Sindisaúde, todos os funcionários tiveram o mês de abril quitado e receberam parte dos salários de maio, no valor único para cada um, de R$ 800,00. Está prevista a liberação já para o início desta semana, do valor complementar de R$ 25 milhões. A fatura do Refeisul também foi paga e nesta segunda-feira entram na conta dos trabalhadores mais R$ 150,00, importantes para o abastecimento das casas com alimentos.

CAMINHONEIROS QUE ESTAVAM BLOQUEADOS DEVIDO À NEVASCA NA ARGENTINA SEGUEM VIAGEM

Dos 3 mil caminhoneiros retidos, 1.500 são da Fronteira Oeste
Os cerca de 1.500 caminhoneiros de Uruguaiana e região que ficaram retidos por vinte dias na fronteira da Argentina com o Chile foram liberados neste fim de semana. Os motoristas ficaram impedidos de seguir viagem por conta da grande quantidade de neve que caiu na região, bloqueando as estradas. Ao todo, cerca de 3 mil caminhões não puderam fazer a travessia durante esse período. Até os caminhoneiros mais experientes se surpreenderam com a situação, pois não nevava tanto no local desde 1996. Nos últimos anos, o máximo que um veículo ficou bloqueado foi cinco dias. Dessa vez, na estrada entre Mendonza, na Argentina, e Los Andes, no Chile, a neve chegou a quatro metros de altura. O número de caminhões parados foi tão grande que 80km antes da aduana já haviam motoristas parados pela polícia argentina. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Cargas Secas do Mercosul (Sindimercosul), Jorge Frizzo, a maioria dos profissionais estavam com as cargas cheias, o que irá ocasionar um prejuízo alto para as empresas. “O veículo parado por causa das condições climáticas não tem o ressarcimento de diárias, então as transportadoras têm que arcar com os gastos. Os caminhoneiros poderiam ter feito duas viagens durante esses dias”, ressalta.O Exército argentino e a aduana chilena prestaram apoio humanitário aos brasileiros fazendo a distribuição de alimentos. Apesar das dificuldades, Frizzo garantiu que não houve o registro de casos de motoristas doentes ou acidentes graves. “Eles não estavam preparados pra ficar tantos dias assim. Houve um auxílio, mas se tratando de 3 mil pessoas, não há como atender todos. Eles mesmos tiveram que se ajudar entre si”, relatou.

MAU CHEIRO DE ESGOTO GERA QUEIXAS DE MORADORES DA ZONA SUL

Moradores dos bairros Cabo Luiz Quevedo, Salvador Faraco, João Paulo II e Rio Branco reclamam de um mau cheiro que atinge a zona Sul há vários dias. Eles não sabem explicar de onde vem o cheiro que os obriga a fecharem portas e janelas de suas residências. A dona de casa Liliane Fagundes Xavier, que mora no bairro Rio Branco, proximidade da vila da Cohab I, alega que o odor com cheiro de esgoto provoca um mal estar nas pessoas. “O cheiro vem pelo ar, um cheiro podre de esgoto”, define.  As opiniões dos moradores destes bairros ficam divididas. Uns apontam a Estação de Tratamento de Esgoto da Odebrecht como responsável enquanto outros dizem que o mau cheiro sai do galpão de transbordo de lixo da cidade localizado na BR-472, imediações dos quartéis. O secretário de Meio Ambiente informou no sábado (18) que o órgão não recebeu nenhuma reclamação neste sentido, portanto não pode afirmar de onde ele está saindo. Mesmo assim, Vitor Gediel Machado disse que os moradores que se sentem prejudicados devem procurar a Secretaria de Meio Ambiente para fazer a denúncia ou procurá-lo através do telefone para que providências sejam tomadas. O diretor da Odebrecht descartou a possibilidade do mau cheiro estar sendo provocado pela Estação de Tratamento de Esgoto de Uruguaiana. Eduardo Frediani explicou que as lagoas recebem tratamento químico onde o esgoto captado na cidade é diluído. Mesmo assim, Frediani disse que qualquer denúncia neste sentido pode ser encaminhada diretamente ao escritório da empresa que deverá tomara providências para sanar o problema.

POLÍCIA FEDERAL DESCARTA PARADEIRO DE TERRORISTA DA AL QAEDA NA REGIÃO

Condenado por vínculos com a organização terrorista
Al Qaeda, Jihad Ahmad Deyab pode estar entre nós, afirma
revista de circulação nacional
Pode parecer impossível, mas em uma fronteira em que bandidos famosos já foram presos (veja quadro com retrospectiva das prisões dos bandidos mais famosos), pode ser possível que esteja entre os gaúchos Jihad Ahmad Deyab, terrorista da organização Al Qaeda e um dos seis ex-prisioneiros da base norteamericana de Guantánamo. A informação foi publicada na Revista Veja que publicou reportagem sobre o caso. Conforme a publicação, o sírio Jihad Ahmad Deyab, que cumpriu pena em Guantánamo por seus vínculos com a organização terrorista Al Qaeda, está vivendo no Brasil. Ele foi um dos seis ex-detentos que o Uruguai aceitou receber em 2014. De acordo com a publicação, o governo do Uruguai confirmou a notícia publicada pela imprensa local, afirmando que antes de fugir para o Brasil, Deyab havia tentado atravessar legalmente a fronteira, mas que tinha sido barrado pelas autoridades brasileiras.
Um extremista no Brasil - O paradeiro de Deyab é desconhecido desde 6 de junho. O ministro do Interior do Uruguai, Eduardo Bonomi, disse que as autoridades do país, em conjunto com a Interpol e a Embaixada dos Estados Unidos em Montevidéu, estão investigando o paradeiro de Deyab. O terrorista, de 45 anos, foi preso no Paquistão e serviu nas fileiras da Al Qaeda, tendo participado de operações na África e atuado como recrutador na Europa. Esse currículo que serviu para que os Estados Unidos não permitissem a sua repatriação. O ex-presidente “Jose Mujica comprometeu-se a cuidar dos terroristas. Mas o seu populismo explosivo ajudou pode ter ajudado um extremista a ingressar em território brasileiro”, informa a reportagem.
Suposições - Sábado (18), o delegado da Polícia Federal em Uruguaiana André Luiz Epifânio, que já comandou importantes operações de prisões e busca de bandidos famosos no país, afirmou a reportagem do jornal DIÁRIO DA FRONTEIRA, que tudo, até agora, se trata de suposições. “A fronteira entre o Brasil e o Uruguai é seca e transponível, mas mantemos nossos procedimentos de praxe que consistem em parar qualquer estrangeiro e realizar as pesquisas”, afirma Epifânio. “Mas, não trabalhamos com essa possibilidade, caso isso venha a ocorrer, serão adotados os procedimentos protocolares para a extradição do foragido”.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

CRISE FINANCEIRA AMEAÇA PARALISAR SETORES DA SANTA CASA, AFIRMA PROVEDOR

A direção da Santa Casa de Caridade aguardava para terça-feira (14), a remessa de novo repasse do Governo do Estado referente às transferências relativas ao pagamento dos serviços prestados via Sistema Único de saúde (SUS), mas nenhum centavo caiu na conta do hospital. O governo do Estado, por meio de nota, justificou que os servidores encarregados de processar o repasse não tiveram acesso às salas do Centro Administrativo porque os integrantes do Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Cpers/Sindicato), em greve e como forma de protesto, estavam ocupando as salas e passaram chaves nas portas. Conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (Sindisaúde) Renato Corrêa, deputados da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado foram ao Gabinete do Governador Ivo Sartori exigir os pagamentos.

REPASSES ATRASADOS E DEFICITÁRIOS - Em Uruguaiana, ontem foi mais um dia de frustração e apreensão para diretores e trabalhadores do hospital que esperam, segundo o Sindisaúde, o depósito de aproximadamente R$ 1,5 milhões em recursos financeiros. O provedor do hospital, advogado Eduardo Velo foi enfático ao descrever a real situação da Santa Casa diante da persistente crise financeira. “A nossa situação financeira é terrível, temos retidos quase R$ 5 milhões para receber do Governo do Estado”, afirmou Velo. “Para uma instituição que atende 96% dos pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que já são recursos deficitários e não cobrem os valores dos serviços é muito complicado”.

FECHAMENTO DE SETORES  - O provedor faz questão de deixar claro que a situação do hospital é dramática, afirmando que o hospital somente não paralisou totalmente graças ao financiamento de R$ 2 milhões liberado recentemente pelo Banrisul que garantiu a sobrevida da instituição. “A situação pode se agravar ainda mais. Estamos lutando para que não falte nada, mas poderão paralisar setores e nós não pretendemos deixar que isso ocorra. A ideia é ir até o Governo do Estado para tentarmos resolver e se não houver solução vamos ter de tomar alguma medida, seja ela judicial ou qualquer outra viável”, declarou Velo. A quitação dos repasses em atraso não salvará somente a folha de pagamento, mas também ajudarão a resolver problemas estruturais e de manutenção de equipamentos do hospital. “Precisamos consertar respiradores na UTI Neo-Natal e uma série de problemas para resolver”, afirma o provedor que manteve reunião emergencial com os integrantes da Mesa Diretora inclusive, foi realizada reunião emergencial às 11h de terça-feira a fim de definir providências para evitar que a situação de agrave ainda mais.

ESCOLA MARÍLIA FELICE SEDIA FESTIVAL ESTUDANTIL DE TRÂNSITO

A Escola Municipal Marília Sanchotene Felice sediou na tarde dessa quinta-feira (16) o encerramento das atividades do Festival Estudantil de Trânsito, promovido pela Polícia Rodoviária Federal.  O evento inclui o trânsito de forma transversal nas escolas, nas disciplinas curriculares, envolvendo alunos de todas as séries e idades através de palestras. Durante o festival os alunos confeccionaram cartazes e frases de conteúdo educativo em uma cartilha que será distribuída aos moradores e motoristas que circulam pela zona Sul de Uruguaiana, uma das sete cidades gaúchas escolhidas para sediar o evento.

O policial rodoviário Urlênio, que coordenou o Fetran em Uruguaiana, disse que a iniciativa tem a proposta de mudar os parâmetros curriculares nacionais. Para isso, é necessária uma ampla divulgação e envolvimento da comunidade escolar para os problemas do trânsito que mata milhares de pessoas no Brasil durante o ano todo. Poderemos reverter este quadro somente através da educação, e isso começa com os estudantes potenciais formadores de opinião, destaca o agente da Polícia Rodoviária Federal. A diretora Lucila Duche destacou a iniciativa da Polícia Rodoviária em realizar o Fetran, que enfoca o tema transformando atitudes para salvar vidas, junto aos alunos das escolas municipais de Uruguaiana e de outras cidades brasileiras. Segundo ela o envolvimento dos alunos servirá para que eles tenham mais informação das regras e a educação que todo cidadão deve ter no trânsito para evitar acidentes. O Fetran certamente tornará o aluno mais crítico e responsável depois deste projeto, disse ela. O Fetran envolveu as escolas General Osório, José Francisco Pereira da Silva, Rui Barbosa, Dom Fernando Mendes Tarragó e Marília Sanchotene Felice. O encerramento do evento acontece na quarta-feira (22) no Teatro Municipal Rosalina Pandolfo Lisboa.

REUNIÃO DISCUTIRÁ ACESSIBILIDADE NAS OBRAS EXECUTADAS EM URUGUAIANA

Na próxima quarta-feira (22), a Comissão Permanente de Direitos Humanos, Acessibilidade e Defesa do Consumidor da Câmara de Vereadores de Uruguaiana realizará uma reunião para tratar sobre a fiscalização de obras públicas e privadas com relação às normas de acessibilidade. Participarão do encontro representantes da Prefeitura Municipal, do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) e da Coordenadoria de Obras Públicas do Rio Grande do Sul (CROP). Segundo o vice-presidente da comissão, vereador Irani Fernandes (PP), os parlamentares querem um maior rigor na inspeção das construções. “Estamos vendo que muitas obras estão sendo liberadas e não têm a acessibilidade garantida, tanto do Município, Estado ou até mesmo da iniciativa privada. A maioria delas com problemas nas calçadas, sem rampa de acesso, por exemplo”, destacou.

CALÇADA POLÊMICA - Uma delas é a revitalização nas Ruas Adir Mascia, Emílio Tauceda e Umbelino Gomes. Além da pavimentação das vias, está sendo instalada uma calçada com piso tátil. Porém, os parlamentares afirmam que a montagem do passeio precisa ser refeita, conforme a Norma Brasileira 9050/2015. “Em vários locais, nós identificamos postes e lixeiras que passam rente ao piso tátil. Com isso, uma pessoa cega tem grandes chances de ir de encontro a esses obstáculos”, observa Irani. Nesta segunda-feira (13), o vereador, o secretário de obras, José Carloto, o engenheiro da prefeitura e o funcionário responsável pela empresa que executa a construção estiveram no local para verificar como está o andamento da obra. “Queremos que ela seja finalizada de uma maneira correta para sanar o problema”, disse o parlamentar. No entanto, o Município pretende continuar desenvolvendo a construção da mesma maneira. Para Carloto, não há irregularidade alguma, já que o projeto foi aprovado pela própria Câmara de Vereadores e por técnicos da instituição financiadora. “Acreditamos que a obra está dentro dos padrões técnicos e dentro do memorial descritivo. (...) Os fiscais estão fazendo o acompanhamento e rigorosas fiscalizações”, rebateu.

INSTITUTO ESTADUAL PAULO FREIRE É DESOCUPADO, MAS ESCOLA PERMANECE SEM AULA


O Instituto Estadual Paulo Freire, primeiro colégio a ser ocupado em Uruguaiana, foi liberado pelos alunos na manhã desta quarta-feira (15). No total, a mobilização dos jovens durou 26 dias.
Na semana passada, o Governo do Estado havia encerrado as negociações com os alunos das escolas ocupadas em todo o Rio Grande do Sul e deu o prazo para a desocupação de todos os locais até a segunda-feira (13). Conforme o presidente do Grêmio Estudantil do instituto, Ariel Guarche, as três principais reivindicações do movimento foram atendidas: a anulação temporária do Projeto de Lei que visa privatizar as escolas públicas, além do aumento dos repasses da merenda e a criação de uma comissão que irá fiscalizar as refeições servidas nos colégios públicos. “Nossa pauta ia além disso, mas decidimos sair da escola para manter o que nós já havíamos conseguido”, disse.
Segundo a Coordenadora Regional de Educação, Sara Cardoso, a 10ª CRE continuará buscando soluções para resolver os problemas apontados pelos alunos nas ocupações. “Aquilo que é de nossa competência nós estamos trabalhando pra resolver, de forma que a escola exerça a sua função que é atender os alunos com qualidade”, destaca.
Mesmo com o término da ocupação, as aulas no instituto continuam suspensas devido à greve dos professores, que acontece desde o dia 16 de maio. O sindicato da categoria reivindica o fim do parcelamento dos salários e reajuste de 13,01%, referente a 2015, e 11,36%, em relação a 2016.

BURACO SEM PROTEÇÃO ADEQUADA GERA PROTESTOS DE MOTORISTAS


A construção de uma boca de lobo e a retirada de parte do asfalto nos cruzamentos das ruas 15 de Novembro com a Pinheiro Machado vem provocando protestos de motoristas e pedestres que circulam por aquela área da cidade. Eles alegam que diariamente correm riscos de acidentes devido a falta de uma sinalização adequada na obra. O problema se arrasta há vários dias desde que operários da Secretaria de Obras iniciaram o trabalho de recuperação da área.

Conforme os moradores das proximidades o buraco está causando desconforto aos motoristas e principalmente aos condutores de motos, pois a única sinalização existente sobre a obra é de apenas um cavalete. Quem não conhece o local pode sofrer um acidente grave, denunciam. Um motoqueiro conta que sofreu danos na moto ao passar pelo cruzamento. Segundo Ricardo Marques, a moto teve um pneu e um aro avariados em função do desnível da via, umas das mais movimentadas de Uruguaiana. Ele quer responsabilizar a Prefeitura de Uruguaiana pelos prejuízos sofridos. O secretário de Obras José Carloto informou nesta quinta-feira (16) que órgão vai recuperar a parte asfáltica do local, mas para isso espera a compactação do solo para iniciar a obra, o que deve ocorrer até este final de semana.


BRIGADA MILITAR APREENDE CAVALO QUE PODE SIDO CONTRABANDEADO DA ARGENTINA

A Patrulha Ambiental da Brigada Militar apreendeu na noite de quarta-feira (15) um cavalo que possivelmente tenho sido contrabandeado da Argentina através do Rio Uruguai. A constatação levou em conta uma denúncia anônima de que pessoas estariam passando cavalos de Paso de los Libres para Uruguaiana em uma área próxima ao Rio Uruguai.

Na mesma noite os policiais militares abordaram um veículo que estava transportando um animal sem documentação. Por causa disso, técnicos da Inspetoria Veterinária foram chamados para identificar a raça dele e confirmaram tratar-se de um exemplar de um cavalo Puro Sangue Inglês. O condutor do veículo recebeu um prazo de três dias para apresentar os documentos do animal, caso contrário será dado um destino ao cavalo que possui uma elevada cotação entre os criadores e apreciadores da raça.  O homem ficou com o animal na condição de fiel depositário. Em 2007 quatro pessoas foram presas contrabandeando cavalos Puro Sangue Inglês da Argentina. Os animais cotados em torno de R$ 100 mil estariam sendo levados para criadores de São Paulo e Rio de Janeiro.

VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AFTOSA TERMINA NESTA SEXTA-FEIRA

Os proprietários de búfalos e bubalinos de todas as idades têm até esta sexta-feira (17) para adquirir as doses e vacinar o rebanho contra a febre aftosa. A partir de hoje, os produtores não poderão mais comprar as imunizações nas casas agropecuárias, somente com autorização da inspetoria veterinária.
A campanha, que encerraria no dia 1º de junho, foi prorrogada este ano por solicitação de alguns municípios que tiveram prejuízos com o excesso de chuvas no fim de abril. “Apesar de este não ser nosso caso, o Governo do Estado decidiu estender o prazo em todo o Rio Grande do Sul”, explica a supervisora regional da inspetoria, Cristiane Barzoni.
Atualmente, Uruguaiana possui cerca de 355 mil cabeças de gado pertencentes a 1.600 criadores. Até o momento, 92% do rebanho foi imunizado. O esperado é que pelo menos 95% do gado receba as vacinas nesta primeira etapa. Conforme Cristiane, o índice é considerado satisfatório, já que o produtor tem até o dia 24 de junho para comprovar a vacinação junto ao órgão responsável.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

ADMINISTRADOR DA SANTA CASA DIZ NA CÂMARA DE VEREADORES QUE NÃO EXISTE CAIXA PRETA NO HOSPITAL

Geovane diz que hospital não passa por tanta carência como denuncia o Simers
O diretor administrativo do Hospital da Santa Casa de Caridade de Uruguaiana se negou a comentar uma nota publicada pelo Sindicato Médico do Rio Grande do Sul que denuncia a falta de materiais básicos para procedimentos médicos na instituição. Geovane Cravo esteve na reunião ordinária da Câmara de Vereadores realizada quarta-feira (15) a convite da Comissão de Serviços Municipais que aceitou a sugestão do vereador Egídio Carvalho (Rede) para esclarecer as denúncias publicadas em uma nota pelo Simers, assinada pelo presidente da entidade Paulo de Argollo Mendes e pelo delegado regional Oscar de Medeiros Blanco, que não compareceram ao encontro. O diretor-administrativo da Santa Casa fez questão de ressaltar que a Santa Casa de Caridade de Uruguaiana não passa por tanta carência como diz a nota do Simers, mesmo assim, admitiu algumas dificuldades pontuais provocadas pelo não envio de repasses pelo governo de verbas as quais o hospital tem direito de receber mensalmente. Geovane Cravo ressaltou que isso também vem afetando a folha de pagamento dos médicos e funcionários da Santa Casa, assim como a compra de medicamentos e até mesmo de materiais utilizados pelos médicos. Admitiu que algumas marcas de remédios são trocadas por produtos similares, sem prejudicar o tratamento do paciente. Em relação a nota do Simers ele fez questão de frisar que não iria fazer nenhuma consideração mais a respeito. Portanto, segundo ele, não existe uma caixa preta no hospital, pois nada se esconde da comunidade enfatizou.

SALÁRIOS

Durante sua estada na Câmara de Vereadores o administrador Geovane Cravo se manifestou sobre a divulgação dos salários dele e de outros funcionários pelas redes sociais. Ele disse que a publicação gerou manifestações de desconfiança “maldosa” de “alguns”, sem citar nomes. Mesmo assim, fez questão de revelar que o salário bruto dele hoje anda em torno de R$ 15 mil, devido à incorporação de dissídios e também de comissões sobre produtividade. Ele desmentiu que o salário do assessor de imprensa seja R$ 4 mil, conforme divulgado pelas redes sociais. Na verdade o assessor ganha R$ 1.500,00, revelou. Geovane Cravo disse ainda que a folha de pagamento da direção do hospital passou pelo crivo do Ministério Público Estadual sem que fossem constatados quaisquer indícios de irregularidades. Portanto, o salário do administrador é compatível com o exercício da função, bem como adequado com a formação, entendeu o Ministério Público. Cravo fez questão de ressaltar aos vereadores que a Santa Casa de Caridade é uma instituição privada, portanto, tem total liberdade de definir valores a serem pagos aos profissionais contratados, cabendo a provedoria do hospital estabelecer os critérios para que esse processo seja definido.

*Leia matéria completa na edição impressa.

MUNICÍPIOS DA FRONTEIRA OESTE SE REÚNEM PARA DEFINIR DEMANDAS QUE FARÃO PARTE DA CONSULTA POPULAR

Três demandas serão escolhidas pelos eleitores nos dias 5, 6 e 7 de julho
Na manhã desta quarta-feira (15), o auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas sediou a Assembleia Regional do Sistema Estadual de Participação Popular e Cidadã. O encontro contou com a participação de representantes dos 13 municípios da Fronteira Oeste.
Na ocasião, foram escolhidas dez entre 17 demandas elencadas nas Assembleias Municipais e aprovadas pelos delegados de cada cidade da região. As propostas serão votadas na Consulta Popular, na qual os eleitores poderão escolher quais as prioridades em seus municípios. Somente três áreas receberão os recursos do Orçamento Participativo de 2016. A verba é um investimento do Governo do Estado de R$ 50 milhões. Para a Fronteira Oeste, o valor destinado é de R$ 2.576.000,00.
Na área de “desenvolvimento rural”, os projetos escolhidos são: apoio do desenvolvimento da produção leiteira e da pecuária familiar e apoio à agroindústria familiar; Na área de “turismo, esporte e lazer”, são: qualificação de profissionais e empresários do turismo e melhorias na infraestrutura para receber o turista; Na área de “agricultura”, são: correção, recuperação e manutenção do solo e melhoramento das estradas vicinais; na área da “saúde”, são: qualificação e financiamento da rede de atenção e aquisição de equipamentos para hospitais filantrópicos que contêm mais de 70 leitos, além da aquisição de equipamentos para unidades laboratoriais de referência regional; Na área da “cultura”, o projeto propõe a criação da Rede Intermunicipal de Cultura. E, por fim, a área da “educação”, abrange a formação continuada para professores da educação básica por meio de seminários, cursos e oficinas.

*Matéria completa na edição impressa.

MUROS DO INSTITUTO PENAL DE URUGUAIANA SÃO REFORÇADOS COM FITA CORTANTE

Trabalho de instalação foi concluído na tarde dessa quarta-feira. Foto: Nery Pereira/DF
Foi concluído na tarde dessa quarta-feira (15) o processo de instalação de concertina em volta dos muros do Instituto Penal de Uruguaiana. A concertina, fabricada em aço galvanizado, é um produto utilizado para a segurança de residências, condomínios e casas prisionais, pois possui lâminas pontiagudas e cortantes. O objetivo da instalação serve para evitar a fuga de presos da casa prisional.

Conforme o diretor do Instituto Penal de Uruguaiana, o próximo passo é a colocação de telas de proteção que devem cobrir todo o pátio da cadeia, onde estão recolhidos 154 detentos que cumprem pena nos regimes fechados e semiaberto. Nilton Felisberto Moreira da Silva esclarece que essa é uma exigência da Vara de Execuções Criminais de Uruguaiana que investiu cerca de R$ 80 mil nas obras de proteção do instituto. A “telagem”, segundo ele, servirá para impedir o lançamento de materiais por cima do muro como ocorreu recentemente quando dois homens em uma moto jogaram garrafas pets com drogas e outros objetos para o pátio de recreação dos apenados. Moreira da Silva também informou que o Instituto Penal será dotado de um gerador de energia e ainda de um sistema de pára-raios que deve proteger o sistema de videomonitoramento do complexo.

ESTUDANTES DO CAMPUS URUGUAIANA DESOCUPAM UNIPAMPA

Após 20 dias de mobilização, os acadêmicos que estavam ocupando um dos prédios do Campus Uruguaiana da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) decidiram, em uma plenária, interromper a ação. A reunião foi realizada na segunda-feira (13) e, no mesmo dia, o local foi esvaziado pelos manifestantes.
A ocupação iniciou no dia 24 de maio com uma paralisação, na qual as aulas ficaram suspensas por uma semana. A partir do dia 31, as atividades voltaram ao normal na unidade. Em nota, o Movimento Ocupa Unipampa Uruguaiana divulgou que a decisão foi tomada por conta do enfraquecimento da ação devido ao retorno das aulas e da falta de apoio de alguns docentes do Campus. “Embora com esta temporária interrupção, o movimento permanece mobilizado e atento aos acontecimentos. Sabemos que a cada dia, os cortes no orçamento da Universidade interferem de forma negativa no andamento e na qualidade das aulas, serviços e projetos de pesquisa, ensino e extensão”, escreveram os alunos. Segundo o acadêmico Danton Bittencourt, integrante do movimento, com a proximidade do período de provas foi ficando difícil conciliar a mobilização com as atividades acadêmicas. “Mesmo assim, pretendemos manter a programação com atividades culturais pelo menos duas vezes por semana”, relatou.
Nesta quinta-feira (16), os estudantes irão realizar um espaço de debates que será aberto à comunidade acadêmica, no hall de entrada do prédio que estava sendo ocupado. O tema das discussões será “A LGBTfobia no Brasil”, em alusão ao ataque em uma boate gay no último domingo (12) que matou 49 vítimas e deixou 53 pessoas feridas. Além disso, no dia 19 de junho, às 16h, está programada uma caminhada com o mesmo tema. A passeata sairá da Praça Argentina e percorrerá as ruas do centro da cidade até a Praça Barão do Rio Branco.

PREFEITURA TENTA VIABILIZAR UPA POR MEIO DE CONVÊNIOS COM INICIATIVA PRIVADA

Governo Municipal não reconhece desabilitação da Unidade de pronto Atendimento (UPA) 24 Horas e acusa Governo federal de intransigência

No último dia 24 de maio, vazou na Imprensa a Portaria nº. 1.078, assinada pelo ministro da Saúde Antônio Carlos Figueiredo Denardi, desabilitando cinco UPA no país por não terem entrado em funcionamento no prazo previsto, uma delas a de Uruguaiana cujas obras já estariam prontas desde 2014. Na mesma portaria, Denardi determinou a devolução dos recursos financeiros federais investidos, na ordem de R$ 2 milhões. Schneider, no entanto, disse que até hoje não recebeu oficialmente a notificação. “Não fomos informados oficialmente sobre a desabilitação e para que possa ocorrer devolução de quaisquer recursos é necessário, primeiro, que sejamos notificados”, afirmou o prefeito, mesmo diante das graves dificuldades financeiras do município. Na busca de soluções urgentes, surgiu a informação de que o Governo Municipal estaria tentando alienar ou transferir a Unidade de pronto Atendimento (UPA) 24 Horas para a Santa Casa de Caridade ou para a cooperativa de médicos Unimed, mas a mesma não foi confirmada ontem pelo prefeito. “Temos que trabalhar com soluções antecipadas e como não fomos notificados ainda entendemos que o convênio ainda está válido”, ressalta Schneider.
Conforme o prefeito, a proposta seria de abrir a UPA por meio de convênio com a Unimed. Foi levantada a possibilidade de a cooperativa dispor de médicos para o atendimento clínico e ambulatorial das 17h às 23h, período de maior fluxo de pacientes. A mesma proposta foi feita à Santa Casa de Caridade. Por meio de convênio, no mesmo horário, a UPA seria aberta para ficar como segunda opção no atendimento a pacientes da Área Amarela do Pronto Socorro. “A prefeitura se comprometeria em aumentar os repasses financeiros para o hospital”, observou o prefeito que aguarda respostas propositivas do hospital e da cooperativa médica.


*Matéria completa na edição impressa.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

FÉRIAS DE MÉDICOS DEIXAM ATENDIMENTOS DE UNIDADE DE SAÚDE COMPROMETIDOS

Cartazes afixados na entrada da unidade informam a relação de médicos em férias. Foto: Luis Alberto Goulart/DF
Os moradores dos bairros Cidade Alegria, Cohab II, Cobec, Betânia e Cibrazém vão ter que esperar até o próximo mês se apresentarem algum problema odontológico, clínico ou pediátrico. Nos últimos dias eles procuraram atendimento na Unidade de Saúde 16 localizada na Rua Alceu Wamosy, bairro Cidade Alegria, e voltaram para casa sem passar pela consulta ou foram obrigados a recorrer a outras unidades.

O motivo do atendimento prejudicado é explicado através de vários cartazes afixados logo na entrada da unidade de saúde, que informa não haver dentista e pediatra no local, pois os médicos que deveriam de fazer o atendimento tiraram férias na mesma época. Por causa disso, a unidade reduziu em mais de 80% o atendimento devido às férias. Uma fonte ligada a Secretaria da Saúde revelou que cinco dos sete médicos que trabalham no local se afastaram, pois tinham direito a licença prêmio e não poderiam acumular mais períodos de férias. Quem precisou de atendimento no final da manhã dessa terça-feira (14) teve de ser atendimento pelo médico da família que estava trabalhando ou até mesmo por uma enfermeira. A dona de casa Tânia Lopes indignada disse que a Secretaria da Saúde precisa ter mais organização e fazer um planejamento para quando um médico sair em férias tenha outro para substituí-lo. Outras pessoas que estiveram na unidade, que atende em média 100 pacientes por dia, também saíram frustradas após lerem os cartazes informando sobre as férias dos médicos.

GOVERNO FEDERAL AMEAÇA DESCONTAR DA SAÚDE DE URUGUAIANA RECURSOS INVESTIDOS NA UPA

Além do setor de saúde pública não poder se beneficiar da obra avaliada em R$ 3,3 milhões, a maior parte do
valor investida pelo Governo Federal deixará de ser enviada aos cofres do município  
O Governo Federal desabilitou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em cinco cidades do país, duas no Rio Grande do Sul e uma delas é a de Uruguaiana. A decisão governamental foi tomada porque a Prefeitura Municipal não colocou a unidade em funcionamento dentro do prazo previsto que seria em meados de 2014. O governo municipal, por sua vez, se defende alegando que a União nem o Estado enviaram suas parcelas de recursos financeiros previstos no acordo. O que resta agora, no bairro Boa Vista, que abrange várias comunidades pobres; é um “elefante branco” que não serve para nada.
Acomodar interesses - Motivado por isso, o Conselho Municipal de Saúde (CMS) encaminhou denúncia ao Ministério Público Federal (MPF) com a finalidade de saber quais deverão ser os procedimentos a ser adotados sobre a real situação da obra que teve custo total aproximado de R$ 3,3 milhões. “Queremos saber até se é possível acomodar interesses do município e da União ou também se é possível ainda haver acordo para por em atividade a UPA”, salientou o presidente do Conselho Renato Corrêa. A situação se agrava, segundo Corrêa, é com a possibilidade, prevista na mesma portaria que desabilitou a UPA, de o Governo Federal descontar dos futuros repasses a ser enviados ao município, o valor investido na obra, caso a dívida não seja paga.
A determinação da portaria - Essa possibilidade, segundo Renato Corrêa, consta que os recursos, na ordem de R$ 2 milhões, poderão ser descontados diretamente dos repasses a ser enviados para a já combalida saúde pública do município. “Fica determinado que a Secretaria Nacional de Atenção à Saúde adotará os procedimentos junto ao Fundo Municipal de Saúde de Uruguaiana para a imediata devolução dos recursos financeiros repassados acrescidos de correção monetária prevista em lei, caso ainda não devolvidos, e a baixa no Sistema de Controle de Repasses Fundo a Fundo do Ministério da Saúde”, consta na portaria.

*Matéria completa na edição impressa.

CORTES DE VERBAS FEDERAIS LEVAM À SUSPENSÃO DE OBRAS NA UNIPAMPA


O IMPACTO DOS CORTES ORÇAMENTÁRIOS MÉDIOS SUPERIORES A 50% NOS DEZ CAMPI DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA (UNIPAMPA) ATINGEM EM URUGUAIANA OBRIGANDO A DIREÇÃO ÀS MEDIDAS DE CONTENÇÃO DE DESPESAS. SEM RECURSOS FINANCEIROS, OBRAS IMPORTANTES ESTÃO PARALISADAS.

A ocupação dos campi da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) por estudantes em protesto contra a carência de recursos resultou em mobilização de políticos na Assembleia Legislativa do Estado com a criação da Frente Parlamentar em defesa da instituição. Os parlamentares encaminharam carta aos diretores denunciando a real situação dos cortes nos dez campi instalados no Estado que abrigam 12,5 mil estudantes. Às vésperas de completar dez anos, a universidade enfrenta a sua pior crise financeira por causa dos cortes orçamentários impostos pelo Congresso Nacional e pelo Governo Federal.
Cortes drásticos de verbas - As verbas para investimentos e custeios, constantes na proposta inicial do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias foram reduzidas em 53, 51% em relação ao projetado. Os deputados afirmam que dos R$ 84,6 milhões os recursos colocados à disposição caíram para R$ 39,3 milhões. “Essa realidade, se não for revertida, vai parar a Unipampa que nasceu a partir de um projeto de fomento ao desenvolvimento de uma das regiões mais pobres do país”, salientam os parlamentares. Em médio e longo prazo, prevêm os integrantes da Frente Parlamentar, o cenário se agravará porque a universidade deverá necessitar de investimentos no valor de aproximadamente R$ 503,8 milhões para a sua consolidação física, com a construção de estruturas de suporte, como laboratórios, auditórios e salas de aulas. Atualmente, foi calculado ser essencial que sejam disponibilizados R$ 57,5 milhões para investimentos urgentes.

*Leia matéria completa na edição impressa.

EXÉRCITO REALIZA A OPERAÇÃO ÁGATA II PARA COMBATER O NARCOTRÁFICO E O CONTRABANDO NA FRONTEIRA


Cerca de 700 militares ligados a 2ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, “Brigada Charrua” participam desde segunda-feira (12) da Operação Ágata II na área que abrange os municípios de Uruguaiana, Alegrete, Barra do Quaraí, Quaraí, Manoel Viana e São Francisco de Assis. O plano estratégico de fronteira visa combater o narcotráfico, contrabando e descaminho, tráficos de armas e munições, crimes ambientais, imigração ilegal, entrada de produtos irregulares no Brasil, garimpo ilegal e pistas de pouso clandestinas.

Em Uruguaiana os militares das Forças Armadas e agentes federais de segurança desenvolvem a ação em pontos estratégicos do município, inclusive junto às rodovias federais. O general Wilson Lauria, comandante da 2ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, disse que a ação quebra a normalidade dos municípios, mas se faz necessária. Os militares, inclusive da Marinha do Brasil, estão ocupando vários postos, inclusive pontes dos municípios da fronteira com ações de bloqueios com a participação da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Brigada Militar, Polícia Civil, Receita Federal, Ibama e Vigilância Sanitária. Nessa segunda-feira (13) os militares percorreram o Rio Uruguai em embarcações visando detectar crimes ambientais ao longo da costa. Na Ponte Internacional os carros que entram no Brasil estão sendo vistoriados por dezenas de militares para evitar a entrada de produtos irregulares. Durante o dia dessa terça-feira uma longa fila de carros se formou no largo da aduana.

SANTA CASA PRETENDE IMPLANTAR PORTAL DA TRANSPARÊNCIA

Se aprovada pelos sindicatos, site disponibilizará os salários de todos os funcionários do hospital

Nesta semana, a provedoria da Santa Casa de Caridade solicitou ao Ministério Público do Trabalho (MPT) uma audiência de mediação junto aos sindicatos dos profissionais da saúde para que seja autorizada a implantação de um Portal da Transparência do hospital. A iniciativa propõe a criação de um site que identifique todos os cargos e remunerações dos colaboradores da instituição.
Segundo o provedor da Santa Casa, Eduardo Velo, não há nenhuma legislação que obrigue a criação de um portal que contenha as informações, porém, a ideia é que os dados sejam acessíveis, já que se trata de uma instituição que depende dos recursos públicos. “O hospital é regional, atendendo um percentual substancial de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) com verba Federal, Estadual e Municipal. Por isso queremos agregar transparência sobre o uso desses valores”, destaca.
Apesar de a intenção ser diminuir os gastos da Santa Casa, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde (Sindisaúde), Renato Corrêa, afirma que a maioria das demissões abrangem enfermeiros e trabalhadores da copa, cozinha e limpeza, setores essenciais para o funcionamento da instituição. “Nesses casos, se o funcionário pede pra sair do hospital, deve haver reposição. Ao meu ver, estão reduzindo cargos importantes enquanto outros setores estão inchados, como a administração”, comparou.
O MPT deve intimar o Sindisaúde, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) e o Sindicato dos Enfermeiros (Sergs) para a audiência, que ainda não tem data marcada. Para Corrêa, a proposta da criação do portal é válida. “Vai mudar muita coisa que tem sido dita e publicada. Tornar esses dados públicos vai dar acesso à qualquer pessoa, isso irá contribuir positivamente para o hospital”, acredita.

*Matéria completa na edição impressa.

AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTIRÁ EXAME DO MORMO AMANHÃ EM URUGUAIANA

Realização do desfile da Semana Farroupilha
também será abordada
Nesta quinta-feira (16), uma audiência Pública irá tratar sobre as mudanças relativas ao exame do mormo no Rio Grande do Sul. Na semana passada, o prazo de validade do teste foi ampliado de 60 para 180 dias. O encontro irá contar com a presença do Secretário Estadual da Agricultura e Pecuária, Ernani Polo. A reunião foi uma proposição do deputado Frederico Antunes, líder da bancada do Partido Progressista (PP) na Assembleia Legislativa. A ampliação da permissão de trânsito de equinos, por meio da emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) para o exame negativo do mormo, foi solicitada pelo deputado. A ideia é que, com a aprovação, todos os proprietários de equinos tenham condições de realizar os exames para a manutenção de eventos equestres.
Devem participar do encontro autoridades locais e representantes do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). O presidente da Semana Farroupilha, Arsenio Brandli, pretende aproveitar a presença do secretário Ernani para questionar como será a realização do desfile de 20 de Setembro. “Precisamos saber como vai ser feita a segurança e a fiscalização da avenida”, disse. No ano passado, o evento foi cancelado porque a Inspetoria Veterinária não possuía efetivo suficiente para inspecionar a documentação junto aos proprietários, já que o evento acontece em local aberto.
A audiência será realizada às 18h no CTG Patrulha do Oeste.

terça-feira, 14 de junho de 2016

CAMINHONEIROS INICIAM MOBILIZAÇÃO EM PROTESTO CONTRA PROPOSTA SALARIAL DAS EMPRESAS

Participação no protesto foi abaixo do esperado. Foto: Divulgação/DF
O setor do transporte internacional de cargas iniciou mobilização ontem que poderá se agravar afetando o fluxo da exportação e importação do Porto Seco Rodoviário de Uruguaiana, considerado o maior da América Latina e responsável por 40% do volume de exportações do Brasil para os países do Mercado Comum do Sul (Mercosul), principalmente para o Chile e Argentina. O movimento está sendo comandado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transporte de Cargas Secas do Mercosul (Sindimercosul).  Na manhã de ontem, a entidade coordenou uma ação de protesto na frente do Porto Seco para o qual estavam convocados caminhoneiros, auxiliares em transportes e chapas (profissionais que auxiliam no embarque e desembarque de cargas).
PARALISAÇÃO - Conforme o presidente do Sindimercosul Jorge Frizzo, a participação no protesto foi abaixo do esperado, mas permitiu que a entidade se reunisse no local com um grupo de participantes que confirmaram o descontentamento com a proposta salarial da classe empresarial. Conforme Frizzo, os patrões oferecem 5% de reajuste do piso salarial e mais 2% de abono. A categoria recusou a proposta e iniciou mobilização reivindicando 10% de aumento sobre o piso de salarial de R$ 1.776,00 (caminhoneiro) e R$ 1.000,00 (Chapa). “Esse reajuste, na verdade, incidiria sobre todos os ganhos incluindo diárias e reembolsos”, afirma Frizzo. “A categoria rejeitou a proposta e vamos informar a classe patronal e se a mesma mantiver a posição, começaremos a pensar em paralisação do setor”, salienta Frizzo.

RONDA SOCIAL É RETOMADA NESTA SEGUNDA-FEIRA

por Caroline Rossasi - DIÁRIO DA FRONTEIRA

Com frio rigoroso, trabalho se torna ainda mais importante
Um dos destaques da última edição do Diário da Fronteira foi a interrupção da Ronda Social, que estava suspensa desde agosto do ano passado. O objetivo do serviço é encaminhar pessoas sem abrigo para o Albergue Municipal durante à noite. Após a publicação da reportagem, o secretário interino de ação social e habitação, Alexandre Brum, afirmou que a Prefeitura Municipal decidiu retomar o trabalho.

Brum esclarece que a Ronda Social chegou a ser realizada em 2015 por cerca de um mês, mas parou de acontecer por conta da necessidade de o Município reduzir o número de cargos de confiança em 30% devido às despesas altas. “A equipe que desenvolvia o serviço era composta por servidores comissionados que foram desligados. Acabamos ficando sem possibilidade de continuar o trabalho”, disse. O serviço voltou a ser realizado ontem (13) à noite. Os funcionários que trabalham na ronda são os mesmos do Programa Municipal Alimentar de Proteção à Vida (Soup.a.), que também reiniciou nesta segunda-feira. A equipe distribui sopa para a população carente em vários bairros de Uruguaiana entre 18h e 20h e depois desenvolve a ronda. Os servidores percorrem as ruas da cidade para fazer o acolhimento de pessoas em situação de vulnerabilidade para o Albergue Municipal, que está localizado no Bairro Cabo Luiz Quevedo, junto ao Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) I.

*Leia matéria completa na edição impressa.

FOGO DESTRÓI CAMINHÃO QUE ESTAVA ESTACIONADO EM UM POSTO DE COMBUSTÍVEIS


Caminhão Scania teve queima total na manhã de domingo. O fogo também atingiu a carga da carreta. Foto: Divulgação/DF
Uma guarnição do Corpo de Bombeiros entrou em ação na manhã de domingo (12) para combater as chamas que estavam destruindo um caminhão Scania no pátio de estacionamento de um posto de combustíveis localizado na Avenida Setembrino de Carvalho, bairro Ipiranga. As causas do incêndio somente serão conhecidas após a realização de uma perícia pela polícia.

Conforme o boletim de ocorrência da 3ª Seção de Combate ao Fogo, quando a guarnição chegou ao local o veículo estava devorado pelas chamas com queima total do cavalo mecânico e parcial de tubos de vidro usados em laboratórios e que estavam na carga da carreta. O caminhão Scania, vermelho, modelo 110, placas KA-8010, acoplado com uma carreta com lona tipo Syder, placas IJK-5712, estava estacionado no pátio do posto na manhã de domingo (12), quando o fogo começou. Ainda conforme o Corpo de Bombeiros, a caloria do fogo queimou totalmente a pintura da cabine, espelho, sistema de iluminação, e o turbo-clima do lado esquerdo do caminhão de propriedade de Plabo Zinelli. Funcionários do posto de combustível acreditam que o incêndio tenha sido provocado por um curto-circuíto do sistema elétrico do veículo. O caminhão estava estacionado no pátio dos fundos do posto de abastecimento junto com outros caminhões que não foram atingidos.

INCÊNDIOS MOVIMENTARAM O CORPO DE BOMBEIROS NO DOMINGO

As guarnições do Corpo de Bombeiros de Uruguaiana foram chamadas em duas ocasiões na noite de domingo (12) para combater incêndios em dois pontos extremos da cidade. O primeiro foco de incêndio ocorreu no bairro Cabo Luiz Quevedo nas proximidades da linha de tiro do Quartel General. A equipe comandada pelo sargento Sílvio e com ajuda de um caminhão do Exército Brasileiro conseguiu apagar o fogo que consumia pneus usados que estavam no campo. A fumaça negra podia ser vista de vários bairros de Uruguaiana. Por volta da meia noite, aconteceu uma nova saída para atender um chamado de incêndio no bairro Santo Antônio. Conforme o registro do Corpo de Bombeiros o fogo provocou a queima total de uma residência mista localizada na Rua Tiradentes, número 4375, e naquele horário não havia pessoas na casa. O dono da casa, identificado por João Manoel, não soube informar as causas do incêndio. Os bombeiros só tiveram tempo de fazer o rescaldo da pequena residência.